Tarot é um jogo de cartas jogado pela França e países francófonos, que utiliza um baralho de 78 cartas.

A Fédération Française de Tarot publicou as regras oficiais do jogo. As cartas de Tarot surgiram entre os séculos XV e XVI, e foram criadas para um jogo de mesmo nome, que era jogado pelos nobres e pelos senhores das casas mais tradicionais da Europa continental.

O Tarot (também conhecido como Tarot, Tarocchi, Tarock e outros nomes semelhantes) é caracteristicamente um conjunto de setenta e oito cartas composto por vinte e um trunfos, um curinga e quatro conjuntos de naipes com quatorze cartas cada — dez cartas numeradas e quatro figuras (uma a mais por naipe que o baralho lusófono).

As cartas de Tarot são muito usadas na Europa em jogos de cartas, como o Tarocchini italiano e o Tarô francês. Nos países lusófonos, onde esse jogo é bastante desconhecido, as cartas de Tarô são usadas principalmente para uso divinatórios, para o qual os trunfos e o curinga são conhecidos como arcanos maiores e as cinquenta e seis cartas de naipe são arcanos menores.

Os significados divinatórios são derivados principalmente da Cabala — vertente mística do judaísmo — e da alquimia medieval.

O Tarot tradicional possui 78 cartas; quando usado para fins divinatórios, cada qual é denominada de arcano, palavra que significa “mistérios ou segredos a serem desvendados” e foi incorporada pelos ocultistas do século XIX.

CONHEÇA ABAIXO ALGUNS TIPOS DE TAROT:

Tarot de Marselha

Originário da Europa, provavelmente por ciganos da Ásia Central, o Tarot de Marselha é um dos mais conhecidos em todo o mundo e se caracteriza pelo desenho simples das figuras dos Arcanos Maiores e dos Arcanos Menores. Aos Arcanos Maiores atribuem-se significados mais ou menos flexíveis, abrangentes, genéricos, mantendo-se restritos e particularizados os significados dos Arcanos Menores.

O baralho clássico é composto de 78 cartas, divididas em dois grupos: os 22 Arcanos Maiores (ou Grandes Arcanos) e os 56 Arcanos Menores (ou Pequenos Arcanos). Os Arcanos Maiores são representações figurativas e incluem 21 cartas numeradas de I a XXI e mais a figura do Bobo, correspondente ao curinga dos baralhos comuns. O bobo não tem número ou é representado pelo número zero.

As 56 cartas dos Arcanos Menores são divididas em quatro naipes, cada um deles contendo as cartas normais de um baralho comum e mais quatro figuras: o rei, a rainha, o cavaleiro (ou soldado) e o valete (ou pajem ou escravo). Contém, portanto, uma figura a mais que as sequências de cartas comuns. Os naipes são tradicionais: gládios (ou espadas), bastões (ou cetros ou paus), taças (ou copas) e moedas (ou pentagramas ou ouros).

Tarot dos Anjos

O Tarot dos Anjos é um dos instrumentos para você se ligar mais de pertinho com a magia celestial. Ele é composto por 72 cartas e cada uma delas corresponde a um Anjo. Cada carta possui o nome e a imagem de um anjo, que deve ser interpretado segundo suas características. Como mensageiros de Deus, os anjos trazem boas energias para nossas vidas.

Tarot Egípcio

O Tarot egípcio descreve nas suas cartas as etapas do desenvolvimento da consciência e do exercício do ser humano. Utilizando a simbologia do Livro dos Mortos dos egípcios, os Arcanos seguem o princípio de que todo homem nasce provido de dons e conhecimentos herdados dos seus antepassados e que devem ser desenvolvidos para a realização da grande tarefa de contribuir para a evolução e aperfeiçoamento do Universo. Conforme a doutrina egípcia, adquirir o poder sobre sua própria alma, para que Osíris ceda a possibilidade da reencarnação.