Home » Mensagem » Como tratar a depressão – terapias alternativas

Como tratar a depressão – terapias alternativas

postado em: Mensagem 0

Apesar da depressão ser uma doença e do acompanhamento médico ser fundamental, existem alguns tratamentos alternativos ou holísticos que tem ajudado bastante a controlar os sintomas e promover o bem estar aos pacientes que tem feito uso dessas terapias. A mesa radiônica é uma dessas terapias e os resultados obtidos ao longo das sessões terapêuticas que se utilizam dessa técnica tem sido bastante promissores.

A depressão não tem hora nem lugar para aparecer. Pode surgir em qualquer pessoa independente do sexo, idade, condição social ou econômica. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que até 2030 a depressão será a doença mais comum do mundo, afetando mais pessoas do que qualquer outro problema de saúde, incluindo câncer e doenças cardíacas.

Ao se observar alguns desses sintomas com frequencia, deve-se procurar ajuda terapêutica. São eles: humor depressivo ou irritabilidade, ansiedade e angústia; desânimo, cansaço fácil, necessidade de maior esforço para fazer as coisas, diminuição ou incapacidade de sentir alegria e prazer em atividades anteriormente consideradas agradáveis; desinteresse; falta de motivação e apatia, falta de vontade e indecisão; sentimentos de medo, insegurança, desesperança, desespero, desamparo e vazio; pessimismo, ideias frequentes e desproporcionais de culpa, baixa autoestima, sensação de falta de sentido na vida, inutilidade, ruína, fracasso, doença ou morte; a pessoa pode desejar morrer, planejar uma forma de morrer ou tentar suicídio; interpretação distorcida e negativa da realidade: tudo é visto sob a ótica depressiva, um tom “cinzento” para si, os outros e o seu mundo; dificuldade de concentração, raciocínio mais lento e esquecimento; perda ou aumento do apetite e do peso, insônia, dores e outros sintomas físicos que não são justificados por problemas médicos como dores de barriga, má digestão, azia, diarreia, constipação, flatulência, tensão na nuca e nos ombros, dor de cabeça ou no corpo, sensação de corpo pesado ou de pressão no peito, entre outros.

Deixe uma resposta